História do bem casado

1min de leitura

Os famosos bem-casados representam a união e compromisso do casal e prometem uma vida de felicidade. Segundo a tradição, para garantir uma união feliz, deve-se oferecer um bem-casado a cada convidado.

Vindo de Portugal. Na época da colonização, o tradicional casadinho, que até hoje é sucesso lusitano, veio para o Brasil e tomou as formas do país. Que com o passar do tempo sofreu muitas variações. É um doce muito conhecido hoje em dia, principalmente nos Casamentos, sendo uma peça fundamental na maioria das festas e comemorações, inclusive fazendo parte da decoração.

Diz a Lenda:

“O Bem-casado representa duas partes que se unem e são seladas pela cumplicidade e respeito mútuo. Para se ter muita sorte e felicidade nesta união deverá ser distribuído um bem-casado para cada convidado. Todo aquele que saborear o doce estará sendo abençoado com a mesma sorte e a felicidade dos noivos.”

Confeccionado artesanalmente, sua textura é suave e macia, normalmente recheado por um delicioso Doce de Leite e sua embalagem chama atenção pela beleza e originalidade que também se tornou uma atração no casamento! O tradicional é utilizar papel crepom e fita de cetim.

...Mas as noivas e as empresas inovaram, e já encontra-se bem-casados em diversos formatos.

                                         Ah! E antes de dar a primeira mordida, faça um pedido!

Por Lara M. Lima

Equipe Sidnei Rodrigues

História do bem casado

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

Bem casado casamento decoração casamento Foto bem casado Lembrancinha Sidnei Rodrigues

Quem viu também curtiu

Padrinhos & Madrinhas não são enfeites de altar.

Dicas de livros para o casamento.

Por que fotografar o Dia da Noiva

Logo do Whatsapp